TURISMO: O Paraiso Tcheco

Fica na maravilhosa Boêmia o chamado Paraíso Tcheco

Texto e fotos: CCCR — CzechTourism

Há muitos séculos o  Paraíso da Boêmia atrai pintores, escritores, artistas e almas românticas de todo tipo. A harmonia única de peculiares cidades de rocha, bosques de pinheiros, castelos e palácios majestosos, pitorescas casas de madeira é um convite  a se perder nos labirintos de rochas do Paraíso da Boêmia.


Primeira região da República Tcheca a ser declarada geoparque da UNESCO, é também uma das regiões turísticas mais populares do país. Entre suas partes mais valiosas estão as zonas rochosas situadas entre as cidades de Jičín e Železný Brod. Devido à ação de forças da natureza hoje é possível se admirar aqui altas formações de formas diversas de até 60 metros de altura. E algumas com nomes peculiares como Batuta, Diretor de Orquestra, Farol, o Dente de Dragão.


Labirintos misteriosos  e castelos selvagens
As cidades de rocha e labirintos do paraíso boêmio, especialmente as rochas Prachovské  Skaly, entusiasmam os visitantes  com seus caminhos intermináveis dentro das rochas. Passando por fendas estreitas entre rochas, pode-se subir, escalando por seu interior até   belos mirantes. Uma das mais belas é a vista do  mirante Kozakov . Não se pode perder também a  cidade de rocha de  Hrubá Skála rocha o palácio de Hrubá Skála, elegância que repousa diretamente sobre os cumes da cidade perdida da rocha. Outra tentação é a ruína do castelo Trosky. Para alcançar este objetivo é preciso subir até o topo de duas rochas vulcânicas íngremes. Quem gosta de castelos de contos de fadas,  tem que visitar o castelo inexpugnável de Kost.

Residencias suntuosas dos Wallenstein y Rohan
O  autêntico ambiente romântico dos palácios franceses está presente no Castelo de Sychrov, onde se instalou, dpois da Revolução Francesa, la casa os príncipes de Rohan, incluídos entre as dez estirpes aristocráticas mais influentes da França e que, como primis diretos de reis franceses, ostentavam o título de príncipes de sangue real. De outra parte, o palácio barroco de Mnichovo Hradiště  conta a historia do comandante tcheco e político da Guerra dos Trinta Anos, Alberto de Wallenstein, que foi assassinado supostamente por oficiais do imperador.


Onde mais?
Para estimular a permanencia no paraíso boêmio que tal uma excursão para as montanhas mais altas montanhas checas, Krkonoše. Ou ir para Mladá Boleslav, que é indispensavelmente relacionada com a produção de automóveis Škoda. Ou então visitar a cidade de Trutnov cujo museu abriga uma extensa exposição de jóias, que tem uma longa tradição nesta região.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.