FÓRMULA 1 - GP do Japão de Fórmula 1

Os pilotos da Equipe Renault Sport de Fórmula 1, Jolyon Palmer e Kevin Magnussen, comprovaram sua maturidade durante o GP do Japão deste domingo

Texto e fotos: Renault Sport

A equipe optou por uma estratégia de uma única parada durante as 53 voltas da corrida. Jolyon e Kevin brigaram no meio do pelotão durante toda a prova, terminando respectivamente na 12ª e 14ª posição. O britânico subiu quatro posições em relação à sua posição de largada, contra as três de seu companheiro de equipe dinamarquês.


Kevin largou na 17ª posição, com um conjunto de pneus duros novos da Pirelli, parando na volta de número 25 para trocá-los por um conjunto de pneus médios novos.
Já Jolyon largou na 16ª posição, com pneus médios novos. Ele voltou aos boxes na volta de número 25 para trocá-los por pneus duros novos.

Kevin Magnussen, R.S.16-04 n° 20 – Largada: 17ª – Chegada: 14ª
“Eu sabia que não teria uma prova fácil, pois larguei com pneus duros enquanto todos estavam com pneus macios ou médios. Não dá para ficarmos totalmente satisfeitos com esta prova, pois marcamos pontos nas duas últimas corridas. Entretanto, vamos trabalhar duro para recuperar posições e marcar pontos nas próximas provas, começando pelos Estados Unidos. Este será um circuito bastante agradável de dirigir e fico feliz que é lá que teremos nosso próximo encontro”.

Jolyon Palmer, R.S.16-05 n° 30 – Largada: 16ª – Chegada: 12ª
“Décimo lugar na semana passada e 12º desta vez – mas todos lutaram muito no final desta prova! Tivemos muita sorte na semana passada. Na verdade, acho que nosso desempenho foi até melhor hoje, pois ultrapassamos todos os carros possíveis na corrida deste domingo. Estou satisfeito pela forma como gerenciamos a prova juntos, tanto em termos de estratégia como ritmo, performance, etc. Tudo estava bom”.

Frédéric Vasseur, Diretor da Equipe
“Foi um bom fim de semana em termos de performance, com nossos melhores EL3 até hoje, ficando entre os 10 melhores. Por outro lado, os treinos classificatórios foram um pouco decepcionantes. É verdade que o Jolyon passou no Q2, mas acho que poderíamos ter feito ainda mais como um todo no sábado. Nosso ritmo durante a corrida foi semelhante ao que mostramos no EL3. Brigamos com a Williams em termos de ritmo até a chegada, e ficamos na frente dos carros da McLaren e da Toro Rosso. Esta corrida confirma nosso progresso em termos de performance propriamente dita, apesar de um treino classificatório um pouco difícil na véspera. Mas o fim de semana foi em geral encorajador e os dois pilotos apresentaram uma performance sólida na corrida, com uma estratégia que funcionou bem para a equipe”.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.