Vendas da Gates São Impulsionadas por Safra Recorde

Nos primeiros cinco meses de 2017 houve aumento de 27% na comercialização de correias para máquinas e equipamentos na reposição e 24% no mercado original

Texto e fotos: SD&Press Consultoria

A contribuição do agronegócio para o crescimento de 1% do PIB no primeiro trimestre deste ano também refletiu no volume de negócios da Gates, fabricante de correias, tensionadores, mangueiras e kits no Brasil. A empresa, que possui a maior participação no mercado de correias para máquinas e equipamentos agrícolas, registrou no acumulado de janeiro a maio aumento de 27% nas vendas na reposição e 24% em OEM’s, na comparação com o mesmo período do ano passado.


Os resultados foram puxados principalmente pela safra recorde de soja e milho, sendo o Brasil responsável por 80% das vendas da Gates do Brasil, seguido por Argentina, Paraguai, Bolívia e Colômbia. Segundo Sidney Aguilar, diretor de Vendas & Marketing da Gates, se essa comparação for feita com relação ao mesmo período de 2015, o crescimento é de 71%.
Os constantes investimentos da empresa em ampliação da sua linha de produtos e na solidez da qualidade fizeram com que aproveitasse melhor este período de alta demanda vindo do setor de agronegócio. “Sempre tivemos essa preocupação e por isso nossas correias são referência no mercado, afinal estamos presentes em grande parte das máquinas agrícolas fabricadas no mundo. Neste último ano percebemos que os nossos clientes estão mais focados e preocupados com a produtividade e investindo mais em insumos de qualidade superior. E este é o caso dos nossos produtos”, conta Aguilar.


Outro fator que tem aumentado ainda mais a importância da Gates no fornecimento de correias agrícolas para a reposição foi a reorganização de contratos de distribuição na América do Sul e nomeação de novos clientes fora do país, o que ampliou a capilaridade da marca.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.