COMER & BEBER: Franquia Sterna Café tem plano de expansão agressivo para 2017

O Sterna Café, única rede de franquia de cafeteria que utiliza cafés especiais e vários métodos diferentes de extração explorados ao redor do mundo, tem um plano de expansão agressivo para o ano de 2017

Texto e fotos: Sterna Café

Segundo Deiverson Migliatti, franqueador da marca homologada pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), a meta é a de ter 20 unidades até dezembro.


Atualmente, são quatro lojas abertas em São Paulo e duas no ABC. A rede reforça a aposta em processos mais artesanais que investem em torras especiais e exclusivas. Os grãos utilizados no Sterna Café são cuidadosamente selecionados pela fazenda Santa Jucy, localizada a 1070 metros de altitude, em Minas Gerais. Por meio de um processo natural, mantém a acidez de frutas amarelas e a doçura do açúcar mascavo proporcionando um sabor diferenciado na bebida.
No primeiro ano de franquia, foi consumido uma tonelada de café e o faturamento chegou a 4 milhões de reais. Com o plano de expansão, Migliatti prevê um crescimento de 30%.
Com foco em prédios comerciais, estão previstas aberturas de mais cinco lojas, nos próximos três meses. A mais adiantada é a unidade do edifício Vista Verde, no bairro Vila Lobos, que “será a maior loja da rede, com dois andares”, segundo Deiverson. A loja terá o café como protagonista no ambiente, assim como é na loja da Barra Funda, que usa 100% do conceito da marca (traz tudo que envolva o café) na decoração. As poltronas serão feitas com saca que transportou o grão, uma das paredes é contêiner, fazendo alusão à exportação e o sofá será composto por lona de caminhão, tudo isso para oferecer aconchego ao ambiente.
As outras unidades da franquia estarão no prédio do Nubank, na movimentada esquina da Capote Valente com a Rebouças; no edifício Pátio Pinheiros (segunda unidade no bairro) ao lado da estação de metrô Fradique Coutinho, e na Rua Samuel Morse, próximo a movimentada avenida Berrini.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.