LANÇAMENTO: Royal Enfield, a motocicleta raiz

Essa inglesa com sotaque indiano chega ao Brasil com produtos bem feitos e preço muito competitivo

Texto: Eduardo Abbas
Fotos: Royal Enfield

Não é de hoje que as motocicletas clássicas seduzem os apaixonados pelas duas rodas, é um misto de liberdade e ousadia que se completa com uma bela máquina que é comandada por milhares de pessoas no mundo. Claro que os itens de segurança são fundamentais e cada dia mais necessários, mas veja, não se pode perder a razão de ser, o barulho e o desenho atraente sempre devem prevalecer sobre a parafernália eletrônica que a maioria dos veículos no mundo agora carrega.


Eu fui gentilmente convidado para testemunhar a chegada da mais antiga marca de motocicletas com produção continua que existe no mundo, é uma enorme honra pode fazer parte da nova fase latino americana da Royal Enfield. Na fábrica de munição surgiu a primeira motocicleta em 1901 na Inglaterra, suas linhas retas e seu motor confiável foram responsáveis por equipar o exército inglês nas duas guerras mundiais que se seguiram.


Nos anos 70 eles se mudaram para a Índia onde estão até hoje em instalações modernas e de alta tecnologia, mas não abandonaram aquela coisa artesanal que os modelos carregam, só para citar um exemplo, os filetes do tanque de combustível ainda são pintados à mão. Após 116 anos de produção é surpreendente constatar que eles não utilizam plástico ou seus derivados no acabamento, que é feito com chapas de metal, isso dá uma impressão maior de robustez aos produtos.


Pois é, foi com essa pegada que esse pessoal resolveu desembarcar oficialmente no Brasil usando uma prática incomum: trabalhar cada cidade separadamente. O objetivo é concentrar esforços na América Latina e São Paulo é a sede brasileira e local de sua primeira loja no País. É uma honra a cidade ser a segunda representante direta da empresa fora da Índia (a primeira está nos EUA, representando a América do Norte) e ter a responsabilidade de distribuição a revendedores e desenvolvimento das atividades de mercado e suporte, como marketing e pós-venda.


A apresentação contou com a presença de Rudratej Singh (Rudy), presidente da Royal Enfield que afirmou: "a Royal Enfield está rapidamente se tornando um player muito importante no mercado global de motocicletas de média cilindrada, reinventando este segmento com modelos evocativos, envolventes e muito divertidos de pilotar. Estamos muito satisfeitos por entrar oficialmente no Brasil e oferecer nossos produtos para um novo grupo de clientes, que nos permitirá perceber nosso potencial competitivo no quarto maior mercado de motocicletas do mundo e o maior da América Latina".


São três modelos que chegam junto com a marca:


O modelo urbano padrão da marca, a Bullet 500, tem design atemporal, icônico e artesanal, e está em produção contínua há oito décadas. Com sua aparência inconfundível e seu escapamento distinto, este modelo oferece uma experiência sensorial única em cada passeio;


A Classic 500, o modelo urbano retrô, é um tributo às motocicletas britânicas da era pós-Segunda Guerra Mundial, preparada em um estilo pós-guerra;


A Continental GT (535cc) reinventa as Café Racers em pleno século 21, com inspiração em suas raízes - a Era Rocker dos anos 60. É a motocicleta mais leve e ágil da marca, que possui uma posição de condução agressiva para passeios emocionantes.


Para Claudio Giusti, diretor geral da Royal Enfield no Brasil “o principal do motociclismo é o prazer de pilotar. Com essa ideologia, a Royal Enfield foi pioneira, ampliou e, hoje, lidera o segmento de média cilindrada na Índia – um dos maiores mercados de motocicletas no mundo. Vemos uma clara oportunidade de fazer o mesmo no Brasil, com uma enorme base de pilotos procurando por verdadeiras aventuras e experiências e buscando produtos mais apropriados que os permitam chegar a esse objetivo. Ao mesmo tempo, temos máquinas práticas o suficiente para as condições de condução na cidade. Os modelos da Royal Enfield também ajudarão o próprio segmento de média cilindrada no País, que tem grande potencial".


E com essa filosofia de "Puro Motociclismo" na loja da marca (Avenida República do Líbano, 2.070, em Moema) é possível encontrar também acessórios e roupas da Royal Enfield junto com as vendas e pós-vendas e outros produtos além de exposição de fotos da marca, que chegou com um preço para o consumidor pra lá de interessante:


Tabela de preços
Linha 2017 de motocicletas Royal Enfield no Brasil

LINHA
MODELO
PREÇO
BULLET 500
EFI
R$ 18.900
CLASSIC 500
Regular
R$ 19.900
Regular ABS
R$ 20.900
Desert Storm, Squadron Blue e Battle Green
R$ 21.000
Desert Storm, Squadron Blue e Battle Green ABS
R$ 22.000
Classic Chrome
R$ 21.900
Classic Chrome ABS
R$ 22.900
CONTINENTAL (535cc)
GT
R$ 23.000
GT ABS
R$ 24.500



Bonitas, fortes, bem montadas e com acabamento cuidadoso, a Royal Enfield chega para continuar sua vitoriosa história na América Latina, tendo o Brasil com porta de entrada das centenárias motocicletas, que certamente vão fazer parte da lista de desejo dos apaixonados pelas duas rodas.
Fichas Técnicas
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.