AUTOMEC: NGK na Automec

A empresa destaca-se ainda por fornecer peças que atendam rigorosamente aos padrões da matriz, localizada em Nagoya, no Japão

Texto e fotos: NGK

Marca compromissada em fornecer soluções inovadoras para o mercado de reposição, a NGK destaca, durante a Automec 2017, um dos produtos mais tecnológicos de seu portfólio: a vela especial G-Power. Tendência no setor automotivo, que vem atualizando seus sistemas de ignição, a vela de platina combina desempenho e preço competitivo em um único produto.


“As velas G-Power foram desenvolvidas especialmente para o mercado de reposição, pensando em trazer para os veículos que já estão em circulação a mesma tecnologia que vem sendo usada pelas montadoras”, destaca Marcos Mosso, chefe de Marketing da NGK do Brasil.


Com cobertura de aproximadamente 70% da frota nacional, o componente possui ponta de platina e eletrodo central de apenas 0,6 milímetros. Essas características possibilitam que a vela tenha mais durabilidade e melhor ignibilidade, proporcionando ao motorista muito mais performance do motor.
“Trata-se de uma ótima opção para quem busca mais desempenho sem precisar fazer grandes transformações no veículo. As velas G-Power melhoram a aceleração, a retomada de velocidade e a estabilidade na marcha lenta, além de diminuir o consumo de combustível e a emissão de poluentes. Tudo a um ótimo custo-benefício”, destaca Marcos Mosso.

NGK exibe a tecnologia das velas aquecedoras para motores a diesel, a peça produzida no Japão conta com a mesma alta performance e desempenho dos produtos originais
Componente essencial para motores ciclo diesel, as velas aquecedoras da NGK, especialista em sistema de ignição, serão apresentadas pela empresa na Automec 2017, que acontece entre os dias 25 e 29 de Abril, em São Paulo. Aplicadas em veículos de pequeno e médio porte, as peças equipam os modelos das principais montadoras do mundo.
“A Automec é um evento estratégico para a NGK. Por isso, apresentamos ao mercado toda a tecnologia e diferencial dos nossos produtos durante a feira”, diz Marcos Mosso, chefe de Marketing da NGK do Brasil.


Fabricados no Japão, os componentes passam por um rígido processo de produção que tem como foco a qualidade e durabilidade. Além disso, as peças NGK possuem, no aftermarket, a mesma performance e desempenho das peças para o mercado original. “A marca NGK é sinônimo de excelência no setor automotivo. Temos orgulho de poder levar para a reposição toda a nossa expertise por meio de produtos de qualidade”, complementa Marcos Mosso.

O componente
As velas aquecedoras têm a função de aquecer o ar na câmara de combustão ou na pré-câmara, proporcionando uma melhor condição para a ignição do combustível injetado e, consequentemente, facilitando a partida dos motores movidos a diesel em dias mais frios e evitando falhas de funcionamento. O componente também possibilita a redução de emissões de poluentes e fumaça, que ocorrem quando o motor não atinge uma temperatura ideal de trabalho.

NGK lança nove tipos de bobinas de ignição , a empresa especialista nesse sistema amplia linha com 39 novas aplicações
A linha de bobinas de ignição da NGK ganha nove novos tipos de componentes durante a Automec 2017. Os lançamentos, que atendem 39 aplicações, contemplam veículos importantes da frota brasileira, como Chevrolet Onix, Volkswagen Up, Hyundai HB20, Toyota Corolla, Honda Civic, Peugeot 206, dentre outros. Os produtos chegam para complementar o portfólio da multinacional japonesa e possuem a mesma qualidade dos cabos e velas da marca, já reconhecidos pelo mercado por sua excelência.
“Apresentar essa expansão de portfólio na Automec é muito importante para a NGK, pelo papel estratégico da feira no setor de autopeças. O lançamento desses novos tipos de bobinas vai atender a um grande volume de veículos, uma vez que os produtos têm aplicações para modelos de grande frota no cenário nacional”, comenta Marcos Mosso.


As bobinas de ignição da NGK possuem alto grau de qualidade, característica que faz da empresa referência e especialista em sistema de ignição.
O componente tem a função de transformar a energia do sistema de alimentação do veículo, que normalmente varia de 12 a 14 volts, em alta tensão, podendo chegar a 45 mil volts. Essa energia é conduzida pelos cabos até as velas, onde é convertida na centelha que dará início à reação de queima de combustível.
As novas aplicações das bobinas NGK estarão disponíveis nos postos de vendas a partir de maio. Mais informações sobre os produtos da marca podem ser consultadas no site www.ngkntk.com.br ou pelo serviço de atendimento ao cliente 0800-197-112.

NGK exibe sensores de oxigênio da marca NTK , visitantes da feira poderão conferir o portfólio de produtos no estande da marca
Atenta às necessidades do setor de reposição, a NGK exibe, na Automec 2017, seu portfólio de sensores de oxigênio, também conhecidos como sonda lambda. Comercializados sob a marca NTK, os componentes seguem uma tendência da indústria em propor soluções que busquem monitorar e melhorar a qualidade dos gases que saem do escapamento.
“A NGK é uma empresa comprometida com seus clientes, por isso, está constantemente em busca de novas tecnologias para o setor automotivo. Fornecemos sensores de oxigênio, com a marca NTK, às maiores montadoras do mundo e colocamos as mesmas peças no aftermarket, evitando problemas de incompatibilidade”, destaca Marcos Mosso, chefe de Marketing da NGK do Brasil.


A função do sensor de oxigênio é de identificar a condição da mistura de ar e combustível. Essas informações são enviadas à unidade de controle do veículo, que verifica a necessidade de corrigir ou não essa circunstância. Essa ação resulta no consumo adequado de combustível, melhor desempenho do automóvel e na certificação de que o carro está emitindo poluentes dentro dos níveis estabelecidos pela legislação.


A NGK disponibiliza no mercado de reposição, sob a marca NTK, três tipos de sensores de oxigênio: os convencionais, os de tecnologia de aquecimento rápido e os de aquecimento ultrarrápido. “Esse portfólio amplo, que contempla diferentes soluções, permite que nossos produtos atendam uma grande quantidade de aplicações em diversos segmentos de veículos”, diz Marcos Mosso.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.