Etios Hatch 1.5 manual, o teste da semana

O modelo tem motor forte, câmbio de 6 marchas e muita tecnologia embarcada, falta o quê?

Texto: Eduardo Abbas
Fotos: Toyota

Quem diria que aquele que um dia foi considerado um “patinho feio” iria reverter a situação dessa maneira? Pois é, o Etios entrou definitivamente no rol dos carros mais desejados do país, não é à toa que ele representa hoje para a Toyota uma das mais bem sucedidas incursões em carros de volume e que, convenhamos, faz por merecer.


Os números não mentem, as vendas do Etios no ano passado foram de 67.768 unidades, isso representa 5,8% de todas as vendas no segmento de Hatch compacto e seu irmão, o Sedã, 10,3% do total vendido de sedãs compactos, nas ruas é figura fácil, já se você procurar para comprar vai ter certo trabalho, quem tem não quer vender.


Resolvi testar então uma versão meio diferentona, não é certamente a mais procurada, mas é provavelmente a mais equilibrada: modelo Hatch, motor 1.5 e câmbio manual de 6 marchas e por quê? Simples, a versatilidade e as combinações que a Toyota oferece na montagem do modelo sugerem que muitas surpresas podem ocorrer se fugir um pouco do básico ou mesmo do extremo, lá no meio a coisa também fica muito interessante.


Muito bem, vamos lá! Abastecido com etanol e sendo a versão XLS de acabamento, decidi testar 90% em trecho urbano e apenas 10% em rodovia, isso porque o motor mais forte na cidade pode significar também mais consumo, já na estrada ele é potente e econômico, você pode lembrar o teste que fiz no lançamento AQUI, e essa duvida sempre fica na cabeça do comprador.


Ele é equipado com o motor 1.5L Flexfuel, Dual VVT-i DOHC de 16 válvulas, que rende 107 cv de com etanol e 102 cv com gasolina, sua transmissão manual de 6 velocidades é acompanhada do IMT – Monitor Inteligente de Aceleração -, que funciona como um auxiliar de arranque, evitando que o motor “apague” assim que o motorista tira o pé da embreagem. Com toda a força que o motor tem e o perfeito sincronismo com a caixa de mudanças quase não é preciso trocar de marcha mesmo dentro da cidade.


O impressionante é range do câmbio, acredite, você anda entre 30 km/h e 60 km/h em 5ª, a 6ª é para velocidades maiores e permite um rodar suave com rotação muito baixa. O consumo é baixo, fiz a média, segundo dados do computador de bordo, de 9,7 km/l, isso com ar condicionado ligado, duas ou três pessoas no carro e sem me preocupar muito se estava gastando ou não (na verdade, em alguns momentos até esquecia de trocar as marchas para uma mais alta...), usei como deverá ser usado pelo comprador.


Essa é a versão mais completa em termos de acessórios: Toyota Smart Screen, computador de bordo, direção eletroassistida progressiva (EPS), ar condicionado, vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico, travas elétricas, controles (áudio e computador de bordo) no volante, rodas de liga leve de 15 polegadas, tela touch screen com MP3 e Bluetooth®, aliás, é muito simples de se fazer o pareamento e evitar dolorosas multas para quem fala ao telefone sem usar o viva-voz.


Ele é um veículo, pelo seu desenho e dimensões, de fácil manobra e cabe seguramente em qualquer vaga, o prazer de dirigir é único e poder controlar todos os elementos do carro é ótimo, o novo painel é um grande responsável pela ambientação dentro da cabine. Eu gosto de monitorar todos os recursos, o velocímetro digital é de fácil leitura, o conta-giros (analógico virtual) está sempre presente e as demais funções podem ser acessadas do volante, dá pra saber quanto se está gastando no momento e no plano final, na verdade ele segue um padrão que encontrei no Prius, nota-se que a Toyota unifica seus recursos em todos os modelos, dos mais simples aos mais sofisticados.


E esses japoneses são muito espertinhos e não dormem no ponto, agora em janeiro já anunciara o novo design do carro (nem esperaram eu publicar a matéria, mas as fotos já são do novo modelo!) e mais algumas vantagens: Financiamento pelo Banco Toyota, Ciclo Toyota, IPVA 2017 total grátis, preço inicial do modelo testado R$ 51.190 com frete incluso, aquela enormidade de serviços oferecidos que podem te render outro Etios e a garantia de 3 anos. Tá vendo como às vezes dar um passo diferente pode virar um caminho melhor?


Ficha Técnica


Equipamentos


Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.