ESPECIAL RALLY DAKAR: Sobre o Dia 1, Ontem!

A partir de hoje e até o encerramento, o jornalista CARLOS LUA vai publicar um resumo dos dias do DAKAR 2017 aqui no BORRACHATV ON LIVE, fique ligado!

Texto: Carlos Lua
Fotos: Dakar / DPPI

A hora de ser feliz – Dakar 2017
Mário Quintana, o poeta, dizia que “Existe somente uma idade para a gente ser feliz”, uma só idade para se encantar com a vida, viver apaixonadamente ter tempo, entusiasmo e coragem para os desafios que nada são mais do que um convite à luta para tentar algo NOVO! O PRESENTE
Pois esse PRESENTE chega mais uma vez infalível (bem só em 2008 teve uma falha) em mais um início de ano: o Dakar. Pela 39ª vez ele abre o calendário Mundial das competições a motor e dá sentido a essa época do ano tão pobrezinha (diria um outro poeta, Vinícius de Moraes) em eventos de velocidade.
Pois é hora de ser feliz outra vez, começar o ano com o pé direito (e a mão direita, também) no fundo e participar real ou virtualmente do Dakar.

Paraguai na parada
A largada ontem dia 2 em Assunción foi uma festa para milhões de pessoas ao redor do mundo, milhares de pessoas na Capital Paraguaia e para 146 Motos, 37 Quadriciclos, 83 carros, 10 UTVs e 50 Caminhões se lançarem por 9000 km de percurso (dos quais 4000 cronometrados) até a chegada em Buenos Aires no próximo dia 14.


2 de Janeiro - A Primeira Etapa Asunción>Resistencia (Argentina) 454 km dos quais 39 cronometrados
Uma etapa curtinha de aquecimento com algum trial e muitas travessias de riachos mostrou a sede de cada um e deixou transparecer o perfil desse Dakar


Toyota entre os 83 carros, Brasil entre os 37 Quadriciclos brilham no primeiro dia
Nasser All-Attyiah começou com tudo e venceu com sua Toyota Hilux 4x4 a gasolina. Basta ver o apetite com o qual enfrentou as dificuldades do percurso. Seus parceiros de equipe colocaram a marca japonesa ainda em 3º (Roma), 5º (De Villiers) e 10º (Van Loon). O pessoal da Peugeot com motor diesel foi mais cuidadoso e terminou em 4º (Sainz), 6º (Loeb), 8º (Despres) e 12º (Peterhansel) . Os MINI também com motor diesel foi mais conservadora ainda e ficou em 7º (Al Rahji), 10º (Hirvonen) e 11º (Terranova).


Menção mais do que honrosa para a dupla brasileira Sylvio de Barros/Rafael Capoani, estreando no Dakar com um MINI versão clientes. Saíram em 39º lugar e chegaram em 21º! Parabéns, com as condições da etapa, passar 18 carros não é fácil, não!

Marcelo Medeiros com seu Quadriciclo Yamaha domina
Já entre os quadris não teve pra ninguém. O Ludovicense Marcelo Medeiros largou em 21º, assumiu rapidamente a liderança e dominou de ponta a ponta da etapa e de promessa, do ano passado, se inscreveu entre os favoritos para 2017

Leandro Torres/Lourival Roldan em 3º entre os UTVs
Largaram em 3º e chegaram em 3º, boa estreia na categoria que tem um total de 10 competidores.


Entre as 146 motos que largaram muita batalha
O francês Xavier de Spultrait ganhou mas foi penalizado em um minuto e larga em 10º nessa 3ª feira para a 2ª Etapa.
Entre os brasileiros Ricardo Martins(Yamaha) saiu de 64º lugar e chegou em 54º. Estava melhor, mas também foi penalizado. Gregório Castelani (Honda) saiu de 58º e terminou em 64º e Richard Filter (Honda) saiu de 59º para terminar em 73º.
Mas a vantagem nessa 2ª etapa entre Resistência e San Miguel de Tucumán é bem mais longa com 803 km dos quais 275 deles cronometrados, através do Chaco argentino vai ajudar a quem larga mais atrás.

Voltamos amanhã, confira como serão as etapas

Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.