ABRACICLO: Produção de Motocicletas Recua Ao Patamar de 2002

Para 2017, as fabricantes ajustaram suas projeções: fabricação de 910.000 unidades, vendas no atacado de 825.000, varejo de 890.000 e exportação de 93 mil

Texto e fotos: Abraciclo

Pelos dados divulgados pela ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, em dezembro foram fabricadas 32.814 motocicletas, ante 50.633 unidades no mesmo período de 2015, correspondendo a uma retração de 35,2%. Sob o décimo primeiro mês, quando foram produzidas 70.320, a queda é de 53,3%, porém devem ser consideradas as habituais férias coletivas das fábricas do setor no último mês do ano. No acumulado do ano, o setor alcançou o menor patamar desde 2002 - foram produzidas 887.653 motocicletas, 29,7% a menos do que o registrado em 2015 (1.262.708).


As vendas no atacado – para as concessionárias – atingiram 56.155 unidades em dezembro, recuo de 18,9% em relação ao mesmo mês de 2015, com 69.253, e queda de 5,4%, em comparação com novembro (59.372). De janeiro a dezembro foram comercializadas 858.120 motocicletas, 27,9% inferior ao mesmo período de 2015, com 1.189.933.
Na contramão da tendência, as vendas externas somaram 6.402 unidades no 12º mês de 2016, contra 5.944 de dezembro 2015 e 3.957 em novembro, o que representa um crescimento de 7,7% e 61,8%, respectivamente. Entretanto, o desempenho dos últimos meses não foi suficiente para elevar os números. Nos 12 meses do ano passado foram exportadas 59.022 motocicletas, frente a 69.123 em 2015, correspondendo a uma queda de 14,6%.
Ainda em dezembro, com base nos licenciamentos* registrados pelo Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), foram emplacadas 80.837 motocicletas, volume 16,9% superior ao apresentado no mês anterior (69.122). Em relação ao mesmo mês de 2015 (107.862), houve queda de 25,1%. No acumulado do ano, a queda foi de 26,5%, passando de 1.224.597 unidades, em 2015, para 899.793, em 2016.

(*) No varejo, foram desconsiderados os ciclomotores usados, cujo licenciamento junto aos Detrans passou a ser obrigatório a partir da Lei nº 13.154, de 30/07/2015, e da Resolução Contran nº 555/15, de 17/09/2015.

Projeção 2017
“O segmento de motocicletas sofreu com as incertezas da política durante todo o ano de 2016. Diante de um mercado mais cauteloso, para 2017, o setor projeta atingir resultados semelhantes ao do ano anterior, mantendo-se estável. Além disso, a realização de eventos, como o Salão Duas Rodas, em novembro, deverá contribuir para estimular os negócios no segundo semestre”, afirma Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

PROJEÇÃO 2017

2016
2017
Qtde
Var %
Produção
887.653
910.000
+ 22.347
+ 2,5%
Atacado
858.120
825.000
- 33.120
- 3,8%
Varejo
899.793
890.000
- 9.793
- 1,1%
Exportação
59.022
93.000
+ 33.978
+ 57,6%

Fonte: Abraciclo / Associados
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.