COMEMORAÇÃO AÉREAS - A cidade dos anjos

Completando 10 anos, o centro de manutenção de aeronaves da GOL é um exemplo de que no Brasil quando quer fazer direito, faz

Texto e fotos: Eduardo Abbas

No século passado, o medo de andar de avião criava sempre polêmicas que deixavam os passageiros sempre com uma pulga atrás da orelha. Quem não se lembra da velha piada “o defeito pode dar lá encima, mas o mecânico está aqui embaixo”?


Claro que isso colocava medo nas pessoas, muitas se arriscavam nas esburacadas estradas, em veículos de reputação e manutenção duvidosa pelos caminhos do Brasil, quando não havia jeito e era preciso mudar de continente, os terços e promessas era os inseparáveis companheiros de viagem dos passageiros, até o cantor Belchior romanceou esse medo segurando a mão da mulher amada.


Hoje em dia esse preconceito bobo já quase não existe, as companhias aéreas se empenharam fortemente em mudar essa visão tacanha que acompanha os usuários de milhares de rotas que cortam o planeta diariamente, e roubando uma frase do presidente da GOL Linhas Aéreas Inteligentes, Paulo Kakinoff, “o avião é o segundo meio de transporte coletivo mais seguro do mundo, só perde para o elevador”.


Claro que isso tem um motivo, muito empenho e tecnologia para manter esse nível de confiança que foi conquistado a duras penas pelas companhias e que só trás benefícios aos usuários. Eu tive a honra e o prazer de conhecer aquele que é considerado o mais avançado centro de manutenção de aeronaves da América Latina, um complexo que possui 147 mil metros quadrados compostos por três hangares e mais cinco oficinas que permitem realizar a inspeção de rodas e freios, estruturas e interiores, entre outros aspectos das aeronaves e seus componentes.


Tudo começou em 2006, 5 anos após a GOL Linhas Aéreas Inteligentes começar a operar no Brasil, a principio para manter as suas 30 aeronaves novas em perfeito funcionamento, sempre com a preocupação de se estar oferecendo um serviço ao usuário da melhor qualidade. A escolha do local para a implantação do Centro de Manutenção de Aeronaves foi no complexo do aeroporto de Confins, em Minas Gerais, um dos pontos mais centrais do Brasil, onde a chegada e saída dos aviões é mais fácil, fugindo de outros aeroportos mais sobrecarregados, como em São Paulo ou Rio de Janeiro.


Outro fator que me surpreendeu foi poder fazer uma cobertura absolutamente tranqüila e sem restrições, coisa rara hoje em dia onde todos querem esconder segredos muitas vezes conhecidos. Pude circular livremente pelos hangares do CMA onde trabalham cerca de 700 pessoas, entre elas engenheiros e técnicos.


Esse exército de anjos são os responsáveis por 800 manutenções nas agora 137 aeronaves da frota durante todo o ano, nesse período de vida do CMA já foram feitos mais de 47 mil reparos em rodas de trens de pouso, 4 mil janelas polidas manualmente, 23 mil assentos reformados, 7.500 freios reparados, 88 aeronaves pintadas e 22 mil litros de tintas utilizados. A capacidade do centro é de poder trabalhar em 8 aeronaves simultaneamente durante os 3 turnos de trabalho que o centro opera nos três imensos hangares, sendo 1 exclusivo para pintura.


A vida de um avião não é nada fácil, a cada dois anos (6.600 horas de vôo) eles precisam fazer uma parada obrigatória. Esse check-up leva 10 dias e nele são cumpridas todas as diretrizes estabelecidas pelo programa de manutenção. Claro que o fato da companhia ter um modelo de avião, no caso o Boeing 737, facilita o entendimento e o condicionamento, são poucas variações de entre uma aeronave e outra, mas a excelência do trabalho é que acaba por fazer com que os mais difíceis certificados de diversos órgãos reguladores sejam sempre emitidos com louvor.


Em junho deste ano, GOL Linhas Aéreas Inteligentes recebeu do órgão americano de aviação civil FAA (Federal Aviation Administration) autorização para realizar manutenções com maior grau de complexidade nas aeronaves de sua frota o Check-C ou heavy check, está autorizada a prestar serviços de manutenção para outras aéreas e desde o ano passado iniciou manutenções de Check-A, ações preventivas de grandes partes da aeronave sem desmontagem.


Voltando ao tour de conhecimento, pude andar por todos os setores envolvidos na prevenção. O cuidado em fazer detalhadamente a manutenção impressiona pela destreza e simplicidade com que os técnicos se comportam, tudo é muito organizado e protegido, não existem equipamentos espalhados, tudo tem uma ordem de colocação e retirada, como uma manutenção em um dos motores (erroneamente são chamados de “turbina”, o turbo faz parte do conjunto!).


Quando está pousando, o avião precisa parar, por isso o sistema de freio deve ser o mais parrudo possível. Note que em seu automóvel, existe um disco e duas pastilhas (uma de cada lado), no caso do avião, esse conjunto que pode ser de metal ou carbono, tem dimensões muito maiores, essa quantidade de pastilhas e discos de freio são para “cada” roda do avião, por isso a cuidadosa manutenção dos técnicos.


Os pneus também são checados e substituídos constantemente, os dos aviões da GOL Linhas Aéreas Inteligentes duram em média 200 pousos, são inspecionados e trocados a cada 15 dias mais ou menos. A estrutura dificilmente se deforma e fazer recauchutagem é uma prática normal que pode ser feita cinco vezes ou mais, podendo chegar a dez em alguns casos, até porque um pneu recauchutado é muito confiável. As rodas também são checadas e consertadas se for preciso, um trabalho que é feito 100% na oficina do CMA.


O interior dos aviões está sempre em constante evolução, as poltronas sofrem muito desgaste com o senta - levanta dos passageiros e ainda precisam sempre ser modernizadas de tempos em tempos, os tecidos são trocados por outros temas ou desenhos. São milhares de poltronas que também passam por manutenção e reciclagem neste centro, um trabalho artesanal e que garante sempre um visual moderno, discreto e funcional nas cabines.


A manutenção preventiva tem uma palavra de ordem: SEGURANÇA. Ela está sempre colocada em primeiro lugar e em letras maiúsculas, a atual frota que é composta por Boeings 737-700 e 800 Next Generation, a partir de 2018, vai receber as novas aeronaves modelo 737-MAX e lógico, vai ampliar seu programa preventivo.


A GOL Linhas Aéreas Inteligentes não se descuida um segundo de suas responsabilidades com o passageiro, vive se modernizando, oferece serviços e facilidades para tornar a relação entre a companhia e o usuário sempre a melhor possível, portanto, esqueça o medo de avião, não precisa mais segurar na mão do vizinho de poltrona, a idéia é relaxar.

Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.