Grupo Gandini assina protocolo de centro tecnológico veicular em Salto

Como parte do cumprimento da habilitação da Kia Motors do Brasil ao Inovar-Auto - Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, instituído por meio de Decreto 7.819, de 3 de outubro de 2012, o Grupo Gandini – ao qual pertence a importadora de veículos sul-coreanos – assinou nesta quinta-feira, 29 de setembro, protocolo de construção de centro tecnológico veicular no município de Salto, no interior de São Paulo, o investimento total será da ordem de R$ 30 milhões

Texto e fotos: Textofinal Comunicação

Assinaram o protocolo o presidente do Grupo Gandini, José Luiz Gandini, e a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo de Salto, Eliana Aparecida Leopoldino Rodrigues Moreira.


O Gandini Centro Tecnológico terá uma área construída de 2.400 m2 em terreno de 5.900 m2, localizado às margens da Rodovia Santos Dumont, em Salto, onde sua principal atividade será submeter veículos leves e motores (ciclos Otto e Diesel) por meio de dinamômetros aos ensaios de emissões exigidos pela legislação brasileiro no processo de homologação veicular.
Esses ensaios compreendem testes de emissões gasosas (NBR 6601), consumo de combustível (NBR 7024), emissões evaporativas ( NBR 11481), análise de aldeídos (álcool não queimado – NBR 12026) e medição de opacidade (NBR 130370).
Entre os principais equipamentos já adquiridos pelo Grupo Gandini estão os analisadores de gases - sistema de coleta e análise de emissões de gases de escape de motores alimentados à gasolina, álcool, GNC e Diesel por meio de amostragem diluída configurados para análise de monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), hidrocarbonetos (HC), óxidos de nitrogênio (NOx), oxigênio (O2) e metano (CH4), material particulado e contagem de partículas de fuligem, com sistema de automação e controle; amostrador de volume constante com gabinete de armazenamento e calibração com orifício de fluxo crítico. Os ensaios de emissões seguem os padrões da NBR 6601, consumo NBR 7024, análise de aldeídos conforme NBR 12026 e medição de opacidade NBR 130370.


Também foram adquiridos a câmara Shed, selada com volume variável e temperatura controlada, para medição de emissões evaporativas (pós dinamômetro) em veículos leves, permitindo a realização de ensaios de homologação, e o sistema de dinamômetro de chassis 4 x 4, composto de 1 ou 2 dinamômetros de rolos com diâmetro de 1.219,2 mm (48 polegadas), equipado com ventilador de vazão variável, sistema de centralização e fixação, sistema de alinhamento entre eixos, para medição e simulação de torque e potência em ensaios de emissões de poluentes e consumo de combustível de veículos de passageiros e comerciais leves equipados com tração 4 x 2 e 4 x 4.
Segundo José Luiz Gandini, além do processo de homologação de veículos da Kia Motors, o centro vai prestar serviços a terceiros.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.