Para responder ao desafio da transição energética, o Grupo PSA amplia sua oferta de modelos a gasolina na Europa e investe na França nos grupos motopropulsores elétricos e híbridos

Para conduzir a transição energética, em coerência com a ofensiva tecnológica do plano estratégico “Push To Pass”, o Grupo PSA está fortemente determinado a diversificar sua oferta tecnológica com híbridos recarregáveis a gasolina e grupos motopropulsores elétricos de última geração para equipar essencialmente a sua futura plataforma elétrica « e-CMP », desenvolvida em parceria com a Dongfeng Motors. O Grupo também levará a cabo o desenvolvimento de uma nova geração de motores térmicos – a gasolina e a diesel

Texto e fotos: Grupo PSA

O Grupo PSA faz a opção estratégica de concentrar na França a produção dos principais componentes do grupo de motopropulsores elétricos, ilustrando, assim sua vontade de desenvolver atividades de alta tecnologia em segmentos promissores. O grupo motopropulsor elétrico será fabricado no Polo de Excelência de Trémery/Metz e os redutores, na fábrica de Valenciennes.


O Grupo PSA também decidiu equipar seus veículos híbridos recarregáveis a gasolina com motores produzidos na fábrica Française de Mécanique, em Douvrin.
Além disso, de modo a acompanhar a crescente demanda dos clientes por motorizações a gasolina, o Grupo PSA deve duplicar até 2019 na França a produção do motor de 3 cilindros turbo a gasolina  “PureTech EB turbo”,  eleito o motor do ano em sua categoria em 2015 por um júri internacional.
Cerca de 350 mil motores turbo a gasolina suplementares serão fabricados em 2018 nas fábricas de Douvrin e de Trémery, aumentando o potencial para 670 mil motores. Quando os investimentos forem concluídos, Trémery se transformará na mais diversificada fábrica de motores do Grupo, com capacidade para produzir motores a gasolina, diesel e elétricos.
Para aumentar sua capacidade de produção de motores de 3 cilindros a gasolina e trazer a fabricação para mais perto dos pontos de consumo, o Grupo PSA instalará um módulo EB na fábrica de Trnava (2019), o que deverá atender às necessidades crescentes para esse tipo de motor para os veículos de entrada de gama do Grupo.


Todas essas decisões fazem parte da ofensiva tecnológica do Grupo PSA, de modo a melhor se preparar para a transição energética e modernizar os seus centros produtivos.
Gilles Le Borgne, Diretor de P&D, declarou: “Vamos desenvolver uma ofensiva tecnológica sem precedentes como parte do plano "Push to Pass”, de modo a oferecer uma gama atraente de soluções de mobilidade sustentável aos nossos clientes e a conservar nosso avanço em termos de emissões de poluentes, com 7 veículos híbridos recarregáveis e 4 novos veículos elétricos lançados até 2021, complementando os motores térmicos de referência”.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.