LANÇAMENTO: Prius Flex: O carro do amanhã

Um lançamento ousado, revolucionário e único abre as portas do futuro para os híbridos com tecnologia Flex

Texto: Eduardo Abbas
Fotos: Toyota

Veja bem, já estava demorando muito para alguma montadora preocupada com o futuro da mobilidade notar que, o Etanol brasileiro é seguramente o combustível renovável com maior possibilidade de substituir o petróleo sem grandes diferenças e começar a pensar na sua utilização mais racional nas frotas de veículos que circulam por ruas, avenidas e estradas do mundo, sabe por quê? É que o ciclo do plantio da cana-de-açúcar (matéria prima do etanol brasileiro) praticamente neutraliza as emissões de CO² para a atmosfera. O etanol é leve e após a combustão as partículas do álcool se transformam em CO² ou não sofrem reação, ou seja, não liberam toxinas no ambiente.


Claro que isso todos os engenheiros sabem, mas colocar em um carro que já tem por principio ser amigo da natureza, aumentando sua eficiência energética e diminuindo a emissão de gases tóxicos, seria um ato de extrema coragem que certamente não faltou para a Toyota. Eu fui convidado para testemunhar o lançamento do protótipo do Prius Flex, um carro tão verde, mas tão verde, mas tão verde que é quase a bandeira do Palmeiras.


Sua criação foi no sentido de extrair o potencial máximo de cada solução: alta eficiência, baixíssimos níveis de emissões e capacidade de reabsorção dos impactos de gás carbono, ao utilizar combustível de fonte 100% renovável. O protótipo do primeiro automóvel híbrido flex faz parte de um conjunto de esforços da Toyota no cumprimento de metas ambientais ambiciosas, previstas no seu Desafio Ambiental 2050, que é a de produzir carros cada vez melhores e colaborar com a redução de impactos ambientais causados pelos automóveis o mais próximo possível do nível zero de emissão. “Estou muito orgulhoso de nossos engenheiros da Toyota do Brasil, que trabalharam em conjunto com a equipe de nossa matriz, no Japão, com objetivo de desenvolver o veículo híbrido mais limpo do mundo, que usa etanol, para nossos clientes brasileiros. A inovação demonstra que a Toyota segue a passos firmes rumo à jornada em prover uma nova sociedade de mobilidade”, diz Steve St.Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil, Argentina e Venezuela.


A Toyota realizou diversos testes em escala de laboratório, que tiveram início há quase três anos, na cerimônia de apresentação do modelo com a presença de representantes do governo do Estado de São Paulo e parceiros deu-se início a fase de testes de rodagem. Na primeira etapa o Prius Flex rodou mais de 1.500 quilômetros, saiu da cidade de São Paulo, no dia 19 de março e chegou em Brasília no dia 22, enfrentou variadas condições de estrada, clima e finalizou com sucesso esta fase inicial. A equipe de engenharia da Toyota reuniu um conjunto de dados fundamentais para prosseguir na evolução e aprimoramento do projeto, com os pés no presente e os olhos no futuro, que só não enxergou quem não quis.

Nenhum comentário

Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.