MotoCheck-Up na Marginal Pinheiros supera a meta de participantes

A expectativa da Abraciclo era atrair 3 mil motociclistas, mas o volume de participantes chegou a 4 mil nos três dias do evento

Texto e fotos: SD&Press Consultoria

Durante a 21ª edição do MotoCheck-Up, realizada entre os dias 27 e 29 de junho na Marginal Pinheiros, em São Paulo (SP), 4.084 motociclistas passaram pelo local para receber vistoria gratuita de 21 itens mecânicos e de segurança de suas motocicletas. Este número superou as expectativas da Associação Brasileira de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, que esperava a participação de 3 mil motocicletas.


Segundo Marcos Fermanian, presidente da entidade, esta superação é resultado dos esforços de todos os envolvidos na iniciativa. “Destacamos principalmente o trabalho dedicado e eficaz do Comando de Policiamento de Trânsito – CPTran, que facilitou acesso dos motociclistas ao evento.”
Realizado pela Abraciclo em parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego – CET, Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, Prefeitura de São Paulo, Prefeitura Regional de Santo Amaro, SPTrans e Comando de Policiamento de Trânsito – CPTran, o MotoCheck-Up é o maior programa setorial de avaliação gratuita de motocicletas e de conscientização sobre pilotagem segura da América Latina.

Como funciona
Ao chegar ao local de realização do MotoCheck-Up, o motociclista responde a uma rápida pesquisa e é encaminhado para a vistoria de 21 itens de segurança do veículo, que aponta a regularidade ou os desgastes em componentes como freios traseiro e dianteiro, relação (coroa, corrente e pinhão), faróis e pneus, além do nível de óleo, entre outros.
Após esta etapa, o motociclista assiste a uma vídeo-palestra, com cerca de 10 minutos, em que são apresentadas e comentadas orientações sobre pilotagem segura, “pontos cegos”, dicas para evitar acidentes no dia a dia e a importância de ter um comportamento correto, aí incluído o respeito às normas e regras de trânsito e a convivência harmoniosa com os demais condutores de veículos.
Na sequência, o motociclista assiste a uma demonstração prática de frenagem da motocicleta, onde os instrutores mostram o ganho de espaço quando se pratica o acionamento combinado dos freios dianteiro e traseiro.
No fim das atividades, o participante recebe um vale para troca gratuita de óleo de sua motocicleta. Todo o circuito é cumprido em cerca de 25 a 30 minutos.
O MotoCheck-Up tem função exclusivamente educativa e em seu ambiente não há qualquer ação comercial ou de marketing. Para realizar o evento, a Abraciclo coloca em atividade cerca de 50 profissionais, entre atendentes, mecânicos, instrutores, executivos e equipes de alimentação e limpeza. A entidade também contrata serviços de segurança, bombeiros e saúde (ambulância), além de gerador de energia para sustentar toda a atividade.


O evento é realizado desde 2008 e ao longo de 21 edições já atendeu a mais de 40 mil motociclistas em São Paulo (SP), Santos (SP), ABC Paulista, Recife (PE), Brasília (DF), Manaus (AM) e Teresina (PI), entre outras cidades brasileiras. A 20ª edição ocorreu em maio passado, dentro das ações do “Maio Amarelo”, na Marginal Tietê, em São Paulo.
No evento da Marginal Tietê, que contou com 4.020 participantes, foi verificado que cerca de 50% das motocicletas apresentavam desgastes mecânicos. Entre as motocicletas com desgastes, 88% tinham de um a três itens em situação irregular. Os principais itens em situação irregular apurados, considerando-se múltiplas ocorrências no mesmo veículo, foram estes: nível de óleo (16%), luz de freio (15%), freio traseiro (9%), freio dianteiro (9%) e pneu traseiro (8%).
“Os itens com desgastes apurados revelam que os motociclistas precisam atentar mais para a manutenção preventiva e praticar uma pilotagem mais segura. Estas orientações são dadas justamente no programa Moto Check-Up e, quando seguidas, contribuem de fato para a maior segurança do motociclista no seu dia a dia”, diz Fermanian.

Medalha “Destaque do Maio Amarelo”
Em reconhecimento aos resultados obtidos pelo MotoChek-Up realizado em maio passado na Marginal Tietê, em São Paulo (SP), a Abraciclo foi uma das homenageadas no evento “Destaques do Maio Amarelo 2017”, realizado em 29 de maio, na capital paulista, pelo Observatório Nacional de Segurança Viária – ONSV.
A premiação também ocorreu em função das 15 blitzes educativas feitas pela entidade durante uma semana, no final de maio, em pontos estratégicos da capital paulista, envolvendo as principais vias que dão acesso ou estão relacionadas ao tráfego das Marginais Tietê e Pinheiros, como as avenidas Bandeirantes, Rebouças, Faria Lima, Tiradentes, Salim Farah Maluf, Aricanduva e Estrada do M’Boi Mirim, entre outras.


Foram três blitzes diárias durante cinco dias, realizadas continuamente das 8h às 18h, em cruzamentos de tráfego intenso com paradas estabelecidas por semáforos, onde ocorreram a distribuição de 900 mil folhetos educativos e a exibição de faixas sobre conscientização para a pilotagem segura e paz no trânsito. Os folhetos tinham cinco temas: sinalização durante mudança de faixa, o uso correto do equipamento de segurança, excesso de velocidade, uso do celular e o comportamento do condutor.
Juntamente com a CET, a Abraciclo também destinou 100 mil folhetos educativos para o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de São Paulo – Sindipetro, para a distribuição a motociclistas e motoristas em postos de combustível da capital paulista.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.