FÓRMULA 1: Grande Prêmio da Hungria 2017


  • Com uma estratégia de supermacio e macio a Ferrari faz dobradinha com vitoria de Vettel;
  • A entrada do safety car logo no inicio da prova ajudou a reduzir o desgaste e degradação dos pneus no primeiro stint: quase todos os pilotos param apenas uma vez;
  • O segundo teste da temporada de 2017 terá a Mercedes dedicando um dia ao teste dos pneus para 2018.

Texto e fotos: Pirelli

A Ferrari de Sebastian Vettel levou para casa uma dobradinha no Grande Prêmio da Hungria, com quase todos os pilotos adotando uma estratégia de supermacio / macio.


As temperaturas da pista foram novamente superiores a 50 graus centígrados, mas o desgaste dos pneus e a degradação foram menores no primeiro período por causa de um safety car durante as quatro primeiras voltas da corrida o que ajudou na adoção de uma unica estratégia para todas as equipes. Todos os pilotos largaram com pneu supermacio, que era um segundo mais rápido do que o macio, exceto Daniil Kvyat da Toro Rosso e Paul Di Resta da Williams, eles foram os únicos a partir com os pneus macios. A volta mais rápida ficou com a McLaren de Fernando Alonso, quase três segundos mais rápida que a marca do ano passado. As equipes de Fórmula 1 permanecerão em Budapeste para o segundo teste de pneus da temporada que também vai contar com a presença de jovens pilotos das equipes. Nesse teste, a Mercedes vai fazer um "teste cego" de acordo com o programa de desenvolvimento dos pneus para 2018.

Mario Isola, líder de competições de veículos da Pirelli: "Foi uma grande performance da Ferrari e para todos os pilotos na utilização dos pneus neste calor extremo. O safety car no início da corrida e a dificuldade de ultrapassagem que são típicas deste circuito levou quase todos a optar por uma estratégia de uma parada. Antes das férias de verão haverá segundo teste de pneus esta semana, incluindo um dia inteiro para a Mercedes testar o pneus para 2018, isso será na terça~feira.".

Melhor tempo por composto


O mais longo stint da corrida


A previsão da Pirelli
Como esperado, a maioria dos pilotos adotou a estratégia de uma parada para evitar o tráfego, em vez de arriscar fazer duas paradas que seria teoricamente melhor e mais rápido, mas com uma vantagem mínima. Vettel trocou de supermacio para macio na volta 32. Ambos os pilotos da Sauber foram os únicos a optar por duas paradas.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.