FÓRMULA 1: Grande Prêmio do Azerbaidjão: Classificação


  • A Mercedes de Lewis Hamilton fez a volta mais rápida em Baku e garantiu a pole com pneu supermacio;
  • Somente os pneus supermacios foram utilizados a partir da última parte da qualificação;
  • Só um pit stop é esperado para a maioria dos pilotos devido ao baixo desgaste e degradação de todos os compostos.

Texto e fotos: Pirelli

O tempo da pole de Lewis Hamilton de 1m40.593s com o pneu supermacio foi o mais rápido já visto na história de um ano do Circuito da Cidade de Baku, mais de dois segundos mais rápido que a pole do ano passado.


O supermacio foi usado por todos desde o início até o final da qualificação, com Hamilton usando apenas um novo jogo no Q1 e Q2, antes de usar dois jogos no Q3. O Q3  foi interrompido por uma bandeira vermelha com três minutos e meio antes do final, Hamilton conseguiu a marca da pole na parte final contra todos os principais concorrentes que estavam na pista.
A temperatura da pista caiu cerca de 10 graus desde o início do Q1 até o final do Q3, os pilotos também se beneficiaram da borracha extra que ficou na pista. Uma parada em boxes deve ser a estratégia mais provável de amanhã, embora existe a chance de que as táticas possam ser influenciadas por carros de segurança.

Mario Isola - líder de competições de veículos da Pirelli: "A qualificação foi como esperávamos, com um pouco mais de borracha na superfície e caindo a temperatura. A maioria dos times usou a uma volta de preparação antes de partir para seus tempos mais rápidos, mas, obviamente, isso não foi possível após a bandeira vermelha no final do Q3. No entanto, as voltas mais rápidas vieram no sprint final. Olhando para a corrida, é claro que o desgaste e a degradação são muito baixos, mesmo com os supermacios, e mesmo assim nós esperamos apenas um pit stop amanhã, com os pilotos maximizando o uso do pneu mais rápido. No entanto, com carros de segurança e outros incidentes de corrida aparentemente bastante prováveis, as equipes podem se beneficiar taticamente das
circunstâncias e mudar suas estratégias".

Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.