Fundação Toyota expande projeto Ambientação para 27 cidades de São Paulo

Cidades da Região Metropolitana de Sorocaba receberão a ação desenvolvida pela Fundação Toyota do Brasil que estimula o uso racional dos recursos naturais

Texto e fotos: Fundação Toyota

O projeto Ambientação, desenvolvido pela Fundação Toyota do Brasil, está atingindo uma parcela da população cada vez maior. A iniciativa que estimula o uso racional de recursos naturais - água e energia – chegará, neste ano, a 27 cidades da Região Metropolitana de Sorocaba. O Toyota Business Practices (TBP), metodologia exclusiva da montadora usada no projeto, pulou os muros das fábricas há noves anos e tem beneficiado escolas, instituições públicas e diversas entidades de Indaiatuba e Sorocaba, no interior de São Paulo, e Guaíba, no Rio Grande do Sul, resolvendo qualquer tipo de problema. A expansão do projeto foi anunciada nesta quarta-feira, dia 19, na prefeitura de Sorocaba e contou com a participação de representantes das 27 cidades e da diret ora executiva da Fundação Toyota do Brasil, Saori Yano.


Durante o ano, a expectativa é que cerca de 120 profissionais sejam capacitados a fim de multiplicar o conhecimento do Ambientação em suas área de atuação, possibilitando que mais pessoas tenham acesso à metodologia, que identifica problemas no consumo de água e energia das unidades e propõe soluções sustentáveis.
“O Ambientação traz uma metodologia ao cotidiano da comunidade que é simples, mas tem que ser aplicada de forma correta sem pular nenhum passo. Se o processo for aplicado corretamente, nós garantimos que o resultado positivo virá”, explica a diretora executiva da Fundação Toyota do Brasil, Saori Yano.
Em Sorocaba, nos últimos dois anos, o projeto gerou uma economia de mais de um milhão de reais aos cofres públicos por meio dos esforços da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Secretaria da Educação (Sedu), Secretaria da Cultura (Secult), Secretaria da Saúde (SES), Urbes – Trânsito e Transportes e Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). Já em Indaiatuba, primeira cidade a receber a metodologia, além dos resultados financeiros, a conquista está na mudança de comportamento da comunidade. Em 2015, a cidade conseguiu driblar a crise hídrica em função dos esforços anteriores do projeto. Desde 2008, mais de 515 mil pessoas foram impactadas pelas ações.
“Nesses nove anos de projeto, a principal conquista da Fundação Toyota é perceber a mudança de comportamento, principalmente, quando vemos os mais jovens e crianças levando o conhecimento adquirido para casa e sendo exemplos de multiplicadores do bem. Nós temos um orgulho muito grande de poder contribuir com a comunidade”, afirma a responsável pelo projeto Ambientação, Elaine Marques.
As 27 cidades participantes somam mais de dois milhões de habitantes, representando 4,6% da população estadual. São elas: Alambari, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Jumirim, Sarapuí, Tatuí, Tietê ,  Itapetininga, Alumínio, Araçariguama, Ibiúna, Itu, Mairinque, Porto Feliz, Salto, São Roque; Araçoiaba da Serra, Iperó, Piedade, Pilar do Sul, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, Sorocaba, Tapiraí e Votorantim.
A nova fase do Ambientação começa em abril e será finalizada em novembro com a apresentação de resultados de todos os municípios. A cerimônia de abertura contou também com uma palestra sobre gestão ambiental para cidades sustentáveis, ministrada por Rogério Menezes, secretário do Verde de Campinas e presidente da ANAMMA - Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente do município.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.