COLUNA DO BORRACHA: Ano, dono, carros e pilotos novos, competição velha

Apesar de ser considerado gênio, o estrago que Bernie Ecclestone fez na categoria vai demorar alguns anos para ser revertido

Texto: Eduardo Abbas
Fotos: F1.com

Não vai ser agora, mas um dia a Fórmula 1 voltará a ser uma categoria onde vai existir novamente competição entre seus pilotos e desenvolvimento de carros pelas equipes, hoje não é nada disso, é só um grande outdoor que viaja pelos rincões mais ricos do mundo como os mascates faziam nos tempos das grandes descobertas.


Não se faz omelete sem quebrar ovos e no caso a competição foi para as cucuias há muitos, muitos anos atrás, hoje só se tem alguns pilotos com capacidade de pilotar os quase autônomos carros de corrida: Hamilton, Bottas, Vettel e Verstappen são pontos fora da curva e podem dar um molho no macarrão sem gosto que virou a categoria. Culpa do Bernie? Sim, ele deixou muita gente rica, mas faliu um número maior de outras equipes, evitou que pilotos excelentes chegassem à categoria por falta de dinheiro e apenas se preocupou em acumular fortuna, nem sabe se vai ter tempo de gastar.


Agora a categoria tem novos donos, os americanos da Liberty Media, gigante da comunicação mundial e que já trocou o paleolítico Ecclestone pelo visionário Ross Brawn, que é tão ou mais trambiqueiro que seu antecessor, mas enxerga o negócio com mais competição que arrecadação. Sua estréia não foi lá essas coisas na primeira parte dos treinos pré-temporada que acontecem em Barcelona, na verdade ele pouco pode fazer ainda, vai tentar administrar a herança furada que pegou do tiranossauro que o antecedia.


Bom, chega de pauladas, o que realmente deu para perceber é que o campeonato deste ano vai ter uma equipe sobrando e duas brigando, a Mercedes como sempre fez a lição de casa e seus dois pilotos, Hamilton e principalmente Bottas ficaram com os melhores tempos, o finlandês foi o mais rápido no acumulado, isso mostra que o inglês não vai ter vida fácil no ano e que seu companheiro agora tem ao lado um tricampeão e não um mosca-morta.


Claro que também teve a Ferrari com o Kimi e o Vettel incomodando, apesar da equipe italiana ser conhecida como a rainha da pré, na hora do vamos ver fica sempre na reclamação, é o Corinthians do automobilismo, se o juiz não ajuda, perde. Já a Red Bull fez sua parte com o Ricciardo e Verstappen com uma nova versão do motor Renault, mas não foi ainda desta vez que os franceses conseguiram amedrontar os alemães. O resto simplesmente foi o resto, nada que merecesse destaque positivo, mesmo com a imprensa brasileira forçando a barra contra o Lance Stroll que bateu nos treinos, convenhamos, ter o ex-aposentado Zacarias como companheiro não vai ajudar nada a carreira do coitado, mesmo assim tem aquelas viúvas do anão que havia sido demitido no fim do ano viverem achando que esse ano vai.


A molecada e a velharia voltam para a pista na segunda rodada de treinos a partir de hoje, já não tem mais desculpas até porque o campeonato começa no dia 26 deste mês na Austrália e tudo tem que estar pronto, não acredito que vão esconder o jogo nessa semana de treinos, quem vai se destacar já vai começar a dar as cartas, quem vai ser retardatário também e eu volto na semana que vem para dar meus prognósticos para o ano, não que prometa lá grande coisa, mas no meio do ano pode ficar interessante.


Beijos, queijos e aproveite a vida!
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.