FÓRMULA E:Pechito, da DS Virgin Racing, cheio de energia em Buenos Aires


  • A DS Virgin Racing tinha grandes esperanças de ter um bom dia depois dos desempenhos positivos de seus pilotos durante as sessões de treinos livres;
  • Uma colisão na quinta volta tirou Sam Bird da corrida;
  • Logo no início, José María López saiu da 18ª posição para chegar na 10ª depois de uma briga heroica no pelotão principal e marcou um ponto valioso para a DS Virgin Racing.

Texto e fotos: DS Virgin Racing

A DS Virgin Racing chegou a Buenos Aires bastante otimista antes da terceira corrida da temporada da Fórmula E. Sam Bird havia vencido na mesma pista no ano passado, enquanto José María López, como único argentino no campeonato, era o claro favorito do público. No entanto, o dia trouxe mais decepções do que alegrias.


As primeiras sessões de treinos deixaram o moral da equipe lá em cima, com José María estabelecendo o melhor tempo no treino livre 1 e Sam Bird sendo o melhor no treino livre 2. No entanto, as variações das condições de aderência ​​durante a fase de qualificação fizeram com que Sam saísse em 10º no grid de largada, enquanto López bateu em um muro durante a qualificação e acabou largando em 18º.
No entanto, assim que a luz verde acendeu, ambos os pilotos deixaram claro que estavam dispostos a brigar. Bird passou imediatamente para o 9º lugar, enquanto López evitou por pouco uma colisão com Adam Carroll, passando para o 17º lugar pouco antes de completar a segunda volta. Na quarta volta, chegando colado numa curva, o DSV-02 de Bird acabou prensado contra um muro, danificando de forma crítica sua suspensão traseira esquerda. Bird completou com dificuldade a volta de número 5 e fez um pit stop com a  intenção de pegar imediatamente seu segundo carro para conseguir algum resultado positivo, tentando estabelecer a volta mais rápida.


Assim que voltou para a pista, Sam quase conseguiu isso, estabelecendo a volta mais rápida até ser superado por Felix Rosenqvist mais próximo ao fim da corrida. Depois disso, Sam continuou a fazer voltas rápidas até que, por causa da pista escorregadia, acabou batendo no muro nas últimas voltas da corrida.
Enquanto isso, José María López estava entrando em ação perseguindo Nick Heidfeld. Na volta 17, Pechito ultrapassou Heidfelf e assumiu o 15º lugar. O argentino foi então atrás de Daniel Abt, demonstrando uma grande habilidade na gestão de sua energia quando optou permanecer na pista durante a volta 19, diferentemente do resto do pelotão. López foi para o pit stop quando estava com somente 1% de carga de bateria, na volta de número 20.


Voltando à corrida, a 22ª volta viu López assumir o 14º lugar, após um segundo ataque contra o Venturi de Stéphane Sarrazin, com quem ele já havia brigado nas primeiras etapas. A multidão estava em pé na volta 31 quando a briga entre Antonio Félix da Costa, Sarrazin e López chegou a seu ápice, com os três carros lado a lado e López tentando por duas vezes ultrapassar por dentro. Finalmente, ele conseguiu assumir o 13º lugar após ter ultrapassado Sarrazin na volta 32, antes de ultrapassar Robin Frijns para assumir o 11º lugar e finalmente chegar ao 10º lugar na volta 36. Sébastien Buemi passou em 1º lugar na bandeira quadriculada, com Jean-Eric Vergne em segundo e Lucas Di Grassi em 3º.


O Diretor da equipe, Alex Tai, declarou: "Foi um dia difícil na pista para Sam. Ele demonstrou estar ótimo nas sessões de testes e, se tivesse evitado o acidente durante a corrida, tenho certeza que teria conseguido um bom resultado. Estou muito satisfeito com o desempenho crescente de Pechito. Este espírito de piloto que ele tem foi claramente posto em evidência hoje e estou confiante de que vamos vê-lo ganhar algumas corridas nesta temporada. Eu também gostaria agradecer à DS Performance e à nossa equipe de engenharia pelo desempenho cada vez melhor de nosso carro. Se mantivermos este foco, os resultados logo virão, tenho certeza disso."
"Foi uma corrida muito positiva para Pechito", disse o Diretor da DS Performance, Xavier Mestelan Pinon. "Sua gestão de energia no último pit stop mostra sua rápida evolução como piloto de Fórmula E, e isso somente na sua terceira corrida. Enquanto isso, embora o dia de Sam tenha sido complicado, seus tempos no início da corrida, combinados com o ritmo imposto por Pechito no fim, mostram todo o desempenho de nosso carro DSV-02."
Falando da corrida, José María Lopez declarou: "Gostei de ficar brigando no meio do pelotão hoje na frente de meu público. Adquiri mais experiência na minha gestão de energia, e estou crescendo em confiança e agressividade a cada minuto que passo dentro do DSV -02."
"Hoje, foi apenas uma dessas coisas da vida", lamentou Sam Bird. "No entanto, fiquei satisfeito com o desempenho do carro nas sessões de testes. Vamos esperar que eu possa brigar ainda mais na Cidade do México!"

Resultado da Corrida

Posição
Piloto
Equipe
1
Sébastien Buemi
Renault e.dams
2
Jean-Eric Vergne
Techeetah
3
Lucas Di Grassi
ABT Schaeffler Audi Sport
4
Nicholas Prost
Renault e.dams
5
Nelson Piquet Jr.
NextEv Nio
6
Loic Ducal
Faraday Future Dragon Racing
7
Daniel Abt
ABT Schaeffler Audi Sport
8
Jerome D'Ambrosio
Faraday Future Dragon Racing
9
Oliver Turvey
NextEV Nio
10
José-María López
DS Virgin Racing
11
Antonio Felix Da Costa
Andretti Formula E
12
Stéphane Sarrazin
Venturi
13
Mitch Evans
Panasonic Jaguar
14
Robin Frijns
Andretti Formula E
15
Nick Heidfeld
Mahindra Racing
16
Ma Quing Hua
TECHEETAH
17
Adam Carroll
Panasonic Jaguar Racing
18
Felix Rosenqvist
Mahindra Racing
19
Maro Engel
Venturi
20
Sam Bird
DS Virgin Racing


Classificação do Campeonato Mundial de Pilotos

Posição
Piloto
Equipe
Pontos
1
Sébastien Buemi
Renault e.dams
75
2
Lucas Di Grassi
ABT Schaeffler Audi Sport
46
3
Nicolas Prost
Renault e.dams
36
4
Jean-Eric Vergne
TECHEETAH
22
5
Felix Rosenqvist
Mahindra Racing
20
6
Sam Bird
DS Virgin Racing
18
7
Nick Heidfeld
Mahindra Racing
17
8
Daniel Abt
ABT Schaeffler Audi Sport
14
9
Nelson Piquet Jr
NEXTEV NIO
13
10
Oliver Turvey
NEXTEV NIO
12
11
Antonio Felix Da Costa
Andretti Formula E
10
12
Jérôme D'Ambrosio
Faraday Future Dragon Racing
10
13
Loïc Duval
Faraday Future Dragon Racing
9
14
Robin Frijns
Andretti Formula E
8
15
Maro Engel
Venturi Formula E Team
2
16
José María López
DS Virgin Racing
2
17
Stéphanen Sarrazin
Venturi Formula E Team
1
18
Adam Carroll
Panasonic Jaguar Racing
0
19
Ma Qing Hua
TECHEETAH
0
20
Mitch Evans
Panasonic Jaguar Racing
0
  

Campeonato Mundial de Equipes

Posição
Equipe
Pontos
1
Renault e.dams
111
2
ABT Schaeffler Audi Sport
60
3
Mahindra Racing
37
4
NEXTEV NIO
25
5
TECHEETAH
22
6
DS Virgin Racing
20
7
Faraday Future Dragon Racing
19
8
Andretti Formula E
18
9
Venturi Formula E Team
3
10
Panasonic Jaguar Racing
0
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.