ESPECIAL RALLY DAKAR: Goleada de novo da Peugeot. Coube a Peterhansel no 3008 DKR “Amarelo” vencer depois de ter seu tempo corrigido

1-2-3 na Etapa , 1-2-3-9-10 na geral. A Peugeot toma conta do Dakar 2017

Texto: Carlos Lua
Fotos: Dakar / DPPI


Ainda bem que a fonte francesa de citações de La Rochefoucauld  é infindável! “Nunca somos tão felizes ou tão infelizes como imaginamos” Peterhansel teve uma batida (logo no km 83 da especial) com um motociclista (Simon Marcic KTM #84) que fraturou a perna.


Mas Peterhansel #300 não só parou para ver se podia ajudar como ficou esperando que o socorro chegasse para o esloveno e só então continuou. “Não foi fácil continuar” disse o vencedor do fair play do dia Peterhansel, mas mesmo assim acelerou forte e ao final, tendo o tempo de espera para socorro descontado, venceu a etapa com 7m28 sobre o Peugeot “Branco” #305 de Loeb e 10m01 sobre o Peugeot “Vermelho” #307 de Despres.


O melhor do resto, desta vez, coube à dupla Al Rajhi / Gottschalk no MINI #306 (a 19m03 s). Roma da Toyota #305 foi apenas o 10º (a 38m 57s).


Na calssificação geral, então é Peterhansel de volta à ponta com Loeb em 2º (5m 50s atrás) e Despres em 3º e apenas mais uma etapa a desta 6ª feira para fazer a diferença. Muito pouco para recuperar, é a opinião até mesmo de Loeb. O mais significativo para a Peugeot é que ainda tem mais dois carros entre os 10 primeiros Dumas no DKR 3008 #318 e Al Qassimi no DKR2008 #319 carro do ano passado. Os 4x2 estão absolutos este ano


A dupla brasileira Barros / Capoani no MINI #339 chegou em 30º e manteve e caiu para 20º na geral. Um apena os problemas depois de um começo tão eficiente. Mas já msotraram que têm lugar no Dakar e certamente estarão de volta em 2018.


Nas motos o inglês Sam Sunderland mesmo chegando em 17º manteve a ponta na geral com a sua KTM #14. Outra vitória do espanhol Barreda Bort Honda #11 que agora é 5º na geral. O único brasileiro a prosseguir na prova é Richard Fliter Honda #159 79º na etapa e agora 59º na geral.
Nos SUV continua a dupla brasileira do Polaris #351 (Leandro Torres / Lourival Roldan) apesar da Etapa cheia de percalços (quebraram a suspensão e chegaram em 3º a 2h57m de distância) continua na liderança com 2h45m de vantagem sobre  os novos 2º colocados na classificação geral a dupla russa Ravil/Shubin de Polaris #378 que também é rookie como os brasileiros. Está chegando a hora pessoal, torcida positiva que faltam apenas dois dias!


Na batalha dos caminhões, 1-2-3 da KAMAZ com o #505 de Nikolaev à frente. Na geral em 1º Nikolaev , em 2º KAMAZ #513 de Sotnikov (a 5m05) e em 3º o holandês De Rooy no IVECO #500 (24m17s atrás do primeiro!).
E não posso esquecer dos Quadriciclos onde também é russa a liderança geral com o Yamaha #254 de Karyakyn 21mo5 à frente do Yamaha #251 do chileno Casale que ainda tem um fio de esperança.


Hoje é a última etapa que pode ser considerada verdadeira mesmo (759 km entre SanJuan e Rio Cuarto dos quais 259 cronometrados). No cardápio, nos 50 km iniciais as dunas de San Juan (quem achar as trajetórias certas e souber surfar bem na areia está feito) e depois um trecho estilo Mundial de Rally de Velocidade nos arredores de Córdoba! Palco perfeito para aquela que pode ser a batalha decisiva desse Dakar 2017, mais Dakar do que nunca!

Classificação Geral dos carros depois da etapa da 5ª feira

Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.