CrossFox, o teste da semana

O modelo 2017 é o mais completo, mais conectado e traz a lembrança dos bons momentos do primeiro teste

Texto: Eduardo Abbas
Fotos: Volkswagen

Lá se vão 12 anos desde o primeiro contato com esse menino de rosto calmo e temperamento nervoso, o CrossFox foi uma grata surpresa desde o primeiro encontro em 2005, ano de seu lançamento e que por insistência do então diretor de Vendas e Marketing Paulo Kakinoff pediu que eu avaliasse o modelo, na época ele me disse: “você vai adorar esse carro, é um dos melhores veículos da marca”. Assim foi, testei, aprovei e só não divulguei por conta do meu cargo na TV Globo que não permitia que executivos pudessem opinar sobre produtos de possíveis anunciantes. Foi pena poder não revelar as impressões, mas o impacto causado pelo teste está presente até hoje.


O tempo passou, ele já não está mais na Volkswagen e eu não faço mais parte da emissora, meu relacionamento com a montadora é excelente, claro que por conta da ótima parceria que tenho com a marca e a gentileza das pessoas que lá trabalham, mas e o CrossFox? Ah, esse não mudou seu jeito de ser, continua surpreendendo cada vez que eu tenho a oportunidade de testar.


Desta vez foram 10 dias, muitas ruas e avenidas e um pouco de estrada porque ninguém é de ferro e carro sem ir pra rodovia é teste incompleto! Desde o primeiro modelo, muita coisa mudou, ficou mais parrudo e tecnológico, agora tem rodas de liga leve de 16 polegadas, sistema de infotainment Discover Media, controle eletrônico de estabilidade com função “off road” e assistente de partida em aclives, além do motor EA-211 1.6I MSI 16V com bloco de alumínio, têm potência máxima de 120 cv a 5.750 rpm com etanol e de 110 cv com gasolina e câmbio de 6 marchas.


Na cidade é uma imensa tranqüilidade, o carro é leve, rápido e muito econômico, isso por causa do seu motor forte e câmbio com marchas de range longo, permitindo que mesmo em velocidades reduzidas (40 km/h) possa trafegar em 5ª sem muita necessidade de redução, ele estava abastecido com gasolina e fez a média de 10,3 km/l, segundo dados do computador de bordo. O que realmente ficou genial no carro foram os apoios eletrônicos para estacionar, os sensores dianteiros e traseiros em conjunto com a câmera de ré permitem manobras fáceis e perfeitas, claro que a direção elétrica ajuda muito nessas horas, as vagas estreitas não suportaram tanta tecnologia!


Uma das características do carro, que é uma enorme vantagem para seus concorrentes, é a generosa altura que permite entrar e sair sem grande esforço, e em situações inusitadas, como ruas cheias d água, ele se comporta como uma lancha terrestre, sem grandes sustos ou situação de desespero. Dirigir é muito prazeroso e graças a um isolamento acústico muito bom o silêncio impera, só é quebrado quando se liga o rádio ou toca o telefone que é facilmente pareado e permite todos os ajustes no volante.


Na estrada ele é meio diferentão dos seus irmãos mais baixinhos, a maior quantidade de ar que passa sob o CrossFox o torna um pouco menos arisco que o FOX normal, porém a velocidade final é, em alguns casos, até maior. Fui de São Paulo até Jundiaí pela rodovia Anhanguera, o destino era o restaurante Skina da Picanha, local para a avaliação de outro segmento do BORRACHATV ON LINE, o de comidas e bebidas. Estávamos em três pessoas no carro, ar condicionado ligado e velocidade máxima de 100 km/h cravado na 6ª marcha e utilizando o cruise control, ele rapidamente atingiu a velocidade solicitada e fez a impressionante média de 14,7 km/l, segundo o computador de bordo.


No caminho de volta já de noite, pude notar a melhoria no sistema de iluminação com os novos faróis que deixam tudo claro à frente, por dentro, a cor do painel de instrumentos não atrapalha a condução, é discreta e ao mesmo tempo clara, procurar qualquer informação é rápido, fácil e não é necessário sequer tirar as mãos do volante, a não ser para mudar as marchas.


Ele tem um interior confortável e funcional, tem uma eletrônica avançada com sistema TC (M-ABS) Traction Control, volante multifuncional revestido de couro, Park Pilot, tela sensível ao toque de 5,5 polegadas, Bluetooth integrado, receptor AM/FM com RDS, CD Player com MP3 e WMA, slot para SD-cards, faróis com sistema “coming & leaving home”, sensores crepuscular e de chuva, retrovisor interno eletrocrômico, luz de conversão estática nos faróis de neblina (“cornering light”), teto solar elétrico, HHC (Hill Hold Control) e a já famosa sopa de letras: BAS, ESC, ABS, ASR, ele é o mais completo da família.


A Volkswagen está com uma promoção até o fim do mês de janeiro, o CrossFox tem um desconto de R$3.000,00 à vista no preço sugerido de R$ 68.990,00, ele sai por R$ 65.990,00, garantia de 3 anos, revisões planejadas que podem ser pagas à vista ou diluída em parcelas mensais, atualização dos mapas do sistema GPS via Home Page, financiamento através do Banco Volkswagen, tudo isso facilita a compra e manutenção desse carro que vive deixando saudade cada vez que eu avalio e desta vez não foi diferente...


Ficha Técnica

DESEMPENHO

Aceleração de 0 a 100 km/h
10,7s (G) / 10,2s (E)
Velocidade máximo
177 km/h (G) / 180 km/h (E)

MOTOR

Cilindrada
1.598 cm³
Potência líquida máxima
110cv (G) / 120cv (E) - 5.750 rpm
Torque líquido máximo
15,8kgfm (G) / 16,8 (E)- 4.000 rpm

FREIOS

Dianteiros
Disco ventilado
Traseiro
Tambor

PRINCÍPAIS DIMENSSÕES

Comprimento
4.053
Distância entre eixos
2.469
Largura (sem / com espelho retrovisor)
1.663 / 1.904
Altura
1.600

PESOS

Em ordem de marcha
1.156 kg
Carga útil máxima
424 kg

COMPARTIMENTO DE CARGA

Compartimento de carga
280 - 366 l

DIREÇÃO

Direção
Elétrica

TRANSMISSÃO

Transmissão
Manual de 6 velocidades

RODAS E PNEUS

Rodas
6,Jx15
Pneus
205/60 R15

RESERVATÓRIO DE COMBUSTÍVEL

Reservatório de combustível
50

NÚMERO MÁXIMO DE PASSAGEIROS

Número máximo de passageiros
5


Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.