TURISMO: 10 impressionantes construções na República Tcheca

Aqui alguns monumentos e edifícios que tiveram papel  importante na historia da República Tcheca e que merecem uma visita durante a estadia no país

Texto e fotos: CCCR — CzechTourism

Os edifícios são testemunhas da sua época. Na República Tcheca, alguns duraram centenas ou milhares de anos e outros "apenas" décadas, mas também conseguiram marcar significativamente a história


1. Villa Tugendhat
Uma dessas obras é a  Villa Tugendhat, em Brno. Esta pérola da Arquitetura moderna está na lista da UNESCO e é considerada a principal obra, entre os trabalhos de antes da guerra,  de Ludwig Mies van der Rohe, o pai da Arquitetura moderna.
Por uma exorbitante quantidade de dinheiro, que naquela época  (os anos 30) seria suficiente para financiar trinta moradias, um conhecido magnata da indústria desejou construí-la para presentear sua filha,   Greta Tugendhat, cujo casamento durou apenas oito anos. Em  1938  a casa foi abandonada para fugir da perseguição nazista, por serem os donos judeus. Em 1945, o Exército Vermelho, com sua cavalaria, tomou a casa, o que não ajudou em nada em sua conservação. Alguns anos depois, serviu como um centro de reabilitação,  até que, em 1969, o edifício tornou-se um monumento cultural e, em 2001, uma das jóias declaradas do  Patrimônio Mundial.


2. Antena de transmissão de televisão de Ještěd
Nas Montanhas de Jizera (Jizerské hory) destaca-se uma  uma curiosa construção  que reúne antena de transmissão de televisão, um hotel e um dos mais emblemáticos edifícios da Boêmia do Norte e da República Tcheca. Ještěd é criação do arquiteto Karel Hubáček, e foi construída com uma forma nada convencional: uma hipérbole rotativa. Pelo emprego criativo da tecnologia e arquitetura em seu projeto, o arquiteto recebeu o Prêmio Auguste Perret, o maior prêmio recebido por um arquiteto da República Tcheca. Pode-se chegar à antena por teleférico ou a pé, e ambas as viagens têm o seu encanto.

3. Santini e Zelená Hora
Para que possamos apresentar a obra do ilustre arquiteto tcheco de origem italiana, Jan Blažej Santini-Aichel, é preciso voltar ao período dos séculos XVII ao XVIII. Santini nasceu em uma família de mineradores. Por causa de uma deficiência física, ele não poderia continuar o negócio da família e, no entanto, aprendeu o ofício de pedreiro, além de dedicar-se à pintura. Após completar seus estudos, ele embarcou em uma viagem a Roma, onde recebeu o título de arquiteto. Após seu retorno à Boêmia, dedicou-se a fazer projetos específicos, vários dos quais foram preservados até agora. É conhecido o mosteiro barroco Plasy com sua escadaria em balanço, a Igreja da Assunção da Virgem Maria e São João Batista (Kostel Panny Marie a svatého Nanebevzetí Jana Křtitele) em Kutná Hora ou o Palácio Kolovraty em Praga. Embora o mais famoso e deslumbrante monumento seja a igreja de peregrinação de São João de Nepomuceno em Zelena Hora perto de Žďár nad Sázavou. Nele, Santini juntou os fundamentos do barroco,  gótico e uma simbologia. Em seus projetos usava números concretos deliberadamente, como  por exemplo, o três, o número da Santíssima Trindade.


4. Casa dançante
Às margens do rio Moldava (Vltava), no centro de Praga, fica um edifício que se destaca  entre os demais por seu design original, seu brilho que reflete na sua superfície de vidro e a forma que dá a impressão do casal de bailarinos mais famosos do mundo em plena ação: Fred Astaire e Ginger Rogers. A sua construção original foi reconhecida inclusive pela revista Time, quando a Casa Dançante (Tančící dům)  foi premiada como o Projeto de Design de  1996. Vale a pena ir lá e conferir. No seu interior, além de vários escritórios, há também uma cafeteria, um restaurante e salas de exposição.


5. Hospital Kuks
Há alguns anos, o grande espaço barroco passou por uma grande reconstrução e se tornou um dos mais bonitos e mais visitados monumentos da Boêmia oriental. O Hospital Kuks foi construído como um retiro para os veteranos, ocupado pela Ordem dos Irmãos Clementes. É popular,  entre outros motivos, graças à Igreja da Santíssima Trindade e à sua farmácia, uma das mais antigas do país. Mas acima de tudo, porque seu design foi feito pelos melhores artistas do seu tempo como, por exemplo, Giovanni Batista Alliprandi e o escultor Matyáš Bernard Braun, autor das famosas esculturas alegóricas dos vícios e virtudes.

6. Monumentos cubistas
A união entre arquitetura e um estilo artístico tão específico como o cubismo, é uma especialidade e orgulho tcheco. Os arquitetos do país, liderados por Josef GoCar, deixaram-se  influenciar pela arte contemporânea e tentaram representar os seus princípios nas paredes de seus edifícios. Um exemplo disso é, por exemplo, a Casa da Virgem Negra de Praga (Dům u Černé Matky Boží), várias mansões em Olomouc ou  o edifício do balneário de spa Bohdaneč.

7. Torre de Televisão de Žižkov
Nem todas as construções têm um impacto positivo na história. Este é o caso da estação de televisão, no bairro de Zizkov, em Praga. Com base em levantamentos dos maiores especialistas mundiais no assunto, é a segunda construção mais feia do mundo. Apesar da opinião que se possa ter, a verdade é que Praga e parte de seus moradores não podem imaginar a capital da República Tcheca sem ela. E isso também se aplica a bebês negros que sobem por sua superfície. Na Torre de Televisão Žižkov é possível desfrutar de excelentes vistas de todas as partes de Praga, uma deliciosa refeição ou um café com doce. Ou se quiser, pode passar a noite no exclusivo e único quarto do  seu  hotel One Room Hotel.

8. Pavilhão de Exposições
Há também construções que representam a República Tcheca de forma muito positiva, como o Pavilhão Tchecoslovaco,  parte da construção da Expo do ano de 1958. Na sua época, a moderna construção recebeu, em uma exposição, o melhor prêmio juntamente com treze outras honrarias. Graças ao seu sucesso, foi transportado para Praga e construído novamente em Letná. Hoje, não está aberto ao público, mas pode ser visto depois de uma caminhada agradável em conexão com a natureza no Parque Letná (Letenske sady), cheio de recantos românticos e pontos de vista espetaculares de onde se pode admirar a Cidade Velha de Praga.

9. Zlín
Zlín é uma cidade situada a sudeste da República Tcheca, associada a uma das figuras mais importantes da sua história econômica. Aqui Tomáš Bata  começou seu império dos sapatos cujo nome brilha em lojas de todo o mundo até hoje. O negócio de calçados Bata tem sido notavelmente bem-sucedido, um fato que também se reflete em sua cidade natal. A cidade de Zlín, graças a ele, mudou sua infraestrutura para promover a demanda de uma cidade industrial em grande estilo. Mas quem esperando ver a tristeza de aço, está enganado. Zlín é um reflexo de uma combinação entre o belo e o útil. A prova é que, literalmente, cativou o famoso arquiteto Le Corbusier.

10. Terezín
Até hoje a cidade fortaleza de Terezin ainda se lembra do tempo de guerra e seu período trágico da história, quando os nazistas, durante a Segunda Guerra Mundial, a transformaram em um gueto judeu e prisão da Gestapo. Hoje, é um monumento nacional com várias exposições e áreas comemorativas. Aqui se se pode conhecer a parte triste da História da República Tcheca.Porém também é curiosa a história anterior de Terezin. O  Imperador José II fundou a cidade fortaleza no final do século XVIII, à qual deu o nome de sua mãe, Maria Tereza . Atualmente, também tem um museu em honra de Francisco José I, que conta a vida do imperador e da corte do Império Austro-Húngaro.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.