Faróis acesos nas rodovias sinalizadas voltam a ser obrigatórios

Nova função de alarmes da Pósitron contribui para que os motoristas evitem a infração

Texto e fotos: Pósitron

De acordo com o ofício divulgado pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a Justiça autorizou a retomada de aplicação de multas por farol desligado, durante o dia, em túneis e rodovias sinalizadas.


Pensando no conforto e segurança de seus consumidores, a Pósitron, marca da PST Electronics, incorporou recentemente uma nova função em sua linha de alarmes automotivos, que acende os faróis após a partida do veículo.
“Diferente de outras soluções disponíveis no mercado, nosso produto permite que as luzes do automóvel sejam acionadas de forma inteligente. A nova característica tem o objetivo de deixar o condutor tranquilo quanto à nova lei e evitar multas”, explica Alexandre Jordão, gerente de Aftermarket da PST Electronics.
Caso o motorista opte por desligar o sistema de ativação automática dos faróis, ele pode acionar o botão “desliga” do controle.
As linhas de alarme da companhia que contarão com a nova função são: Exact, Cyber PX e Cyber FX.

Sobre a Lei
A lei do farol baixo começou a valer em 8 de julho e determina que o farol seja usado em todas as rodovias, mesmo durante o dia. O descumprimento é considerado infração média, com 4 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,13. Em novembro, o valor deve subir para R$ 130,16.
Em 2 de setembro, a Justiça suspendeu a cobrança, argumentando que muitas vezes os motoristas confundiam as rodovias com ruas e avenidas que compõem a malha urbana. A decisão, entretanto, não anulou as multas que já tinham sido aplicadas.
Atualmente, a sinalização precisa ser legível. Nos trechos de áreas urbanas, o uso das luzes pode ser exigido caso a rodovia continue identificada como tal.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.