Bolsistas do Inova Talentos na Bosch geram 21 pedidos de depósito de patentes


  • Mais de 65 projetos em desenvolvimento;
  • Atuação em diferentes áreas de Pesquisa e Desenvolvimento;
  • Em pouco mais de um ano, cinco bolsistas foram premiados.

Texto e fotos: Bosch

Desde 2014, a Bosch aprovou, junto ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), um total de 84 bolsas do Inova Talentos para atuação de pesquisadores em diferentes áreas da organização, totalizando 65 projetos de inovação que foram concluídos ou que ainda estão em desenvolvimento. Até o momento, estes projetos geraram 21 pedidos de depósito de patentes.


Com isso, a empresa pretende reforçar ainda mais a sua estratégia de localização para atender a demanda nos próximos anos por produtos e serviços desenvolvidos para proporcionar mais eficiência energética, redução de emissões, conforto e segurança. "Queremos tornar a vida das pessoas melhor e mais fácil", ressalta Bruno Bragazza, gerente de Inovação e Propriedade Intelectual da Bosch Brasil.
"O Inova Talentos é uma excelente oportunidade para as empresas reduzirem as barreiras que existem quando o assunto é pesquisa e desenvolvimento. Dessa forma, o programa ajuda a tirar da gaveta ações inovadoras, mas que muitas vezes não conseguem ir em frente devido à falta de mão de obra qualificada", diz Bragazza.
Além disso, cinco bolsistas do programa Inova Talentos na Bosch tiveram seus trabalhos premiados graças aos vieses de inovação e performance. Investir e apoiar projetos inovadores é essencial para o desenvolvimento de uma empresa e da sociedade a qual está inserida. Aliás, a inovação faz parte do DNA da Bosch desde 1886, quando o seu fundador Robert Bosch criou sua Oficina de Mecânica de Precisão e Eletrotécnica, em Stuttgart, base do alicerce daquilo que, já naquela época, se tornaria uma empresa líder no fornecimento mundial de tecnologia e serviços.
A troca de experiência entre a área acadêmica e a indústria é outro fator importante que o Inova Talentos proporciona, já que a teoria e a prática caminham lado a lado nesta iniciativa. "Para o bolsista, o programa também é uma experiência única, visto que no máximo em dois anos é preciso iniciar e finalizar um projeto, e isso tanto o auxilia a ingressar e se familiarizar com o ambiente de trabalho como o apoia em sua formação profissional", afirma José Velloso, coordenador do programa na Bosch.
Cerca de 25% dos bolsistas que concluíram seus programas na Bosch foram contratados pela empresa.

Projetos premiados
  • Prêmio AEA de Meio Ambiente 2015, categoria Tecnologia Diesel, case "Global warming potential of the dual engine during operation /Potencial de aquecimento global de um motor de duplo combustível durante sua operação", de Nara Tudela Haberland (bolsista) e Frederico Tischer (tutor).
  • Prêmio Inova Talentos, etapa estadual, categoria Equipe Destaque, case "Desenvolvimento de tecnologia para substituição de diesel por gás natural em motores de veículos comerciais" de Vivian Machado (bolsista) e Jason de Barros (tutor).
  • Prêmio Inova Talentos, etapa estadual, categoria Artigo Destaque, case "Desenvolvimento e aplicação de simulação vibro acústica em bomba diesel UP-SP" de Renato Normandia Tavares (bolsista) e Avelino Souza (tutor).
  • Prêmio Inova Talentos, etapa estadual, indicação para a etapa nacional categoria Equipe Destaque, case "Desenvolver teste de durabilidade acelerado para sistemas de injeção diesel (redução de 80% em tempo de testes)", de Eduardo Fonseca Pedralli (bolsista) e Avelino de Souza (tutor).
  • Prêmio Inova Talentos, etapa estadual, indicação para etapa nacional categoria Artigo Destaque, case "Avaliação térmica da eletrônica de controle PWM (Pulse Width Modulation) e mecanismos de proteção contra interversão de polaridade de bateria em circuitos de alta corrente", de Guilherme Fuzato (bolsista) e Isaac Gentini (tutor).
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.