TURISMO - República Tcheca recebe o Selo de Patrimônio Europeu

União Europeia reconhece, com o selo de Patrimônio Europeu, locais dentro do  continente que se distinguem por representar  ideais, valores, história e integração da comunidade

Texto e fotos: CCCR — CzechTourism

Este ano, a República Tcheca entra nesta distinta lista de lugares emblemáticos.
Desde 2013 um comitê composto por peritos recebe pedidos de reconhecimento de patrimônio dos países membros da comunidade europeia. Seleciona cuidadosamente os locais merecedores deste prêmio, com base no seu valor simbólico, no papel desempenhado  na história, e em atividades de integração oferecidas à comunidade e seus membros.

Castelo dos Premyslitas em Olomouc - agora, Patrimônio Europeu
Este ano a República Tcheca entra pela primeira vez  nesta lista graças a uma de suas belas cidades barrocas, Olomouc, que já contava com  monumento inscrito na lista  da UNESCO (a coluna da Santíssima Trindade).  Desde o dia 13 de abril de 2016, conta também com dois inscritos no seleto clube do Patrimônio Europeu - o Castelo dos Premyslitas  e o Museu da Arquidiocese de Olomouc.

Castelo de Premyslitas e Museu da arquidiocese de Olomouc
O Museu Arquidiocesano está dedicado à conservação das obras de arte da arquidiocese de Olomouc. Suas coleções estão expostas na capela episcopal do Castelo  de Premyslitas, um edifício que guarda milhares de anos de historia, desde os restos do Palácio Episcopal e do Palácio do Príncipe até o seções em estilo Barroco e o Rococó.

Interior do Museu Arquidiocesano, declarado Patrimônio Europeu
Estes sítios  são  elementos chave da presença dos moravos na historia europeia. É um centro ancestral do cristianismo; um lugar que preserva e destaca o elevado nível do patrimônio artístico dos arcebispos da Morávia e um exemplo perfeito da conservação do patrimônio na região.
Eduardo Abbas. Tecnologia do Blogger.